A atenção do consumidor não diminuiu, apenas mudou. Veja como conquistá-la!

Por agosto 15, 2018 julho 11th, 2019 Vendas

É muito comum ouvirmos hoje em dia, no meio corporativo, que a atenção do consumidor já não é mais como antigamente. E geralmente o culpado são os múltiplos canais (TV, desktop, celular, tablet). A lógica é que: se a pessoa está “olhando” para tantas coisas ao mesmo tempo, ela não está prestando atenção em nada.

Porém, um recente estudo da Google mostrou que isso é um mito! As pessoas estão sim prestando atenção, mas somente naquilo que interessa para elas.

Pense comigo. Há alguns anos, muitos de nós não tínhamos a possibilidade de escolher o que queríamos ver a qualquer momento. Tínhamos uma lista de canais disponíveis, passando sua própria programação e nós, ou assistíamos aquilo, ou esperávamos até dar o horário do programa que gostaríamos realmente de assistir.

Hoje isso mudou! A tecnologia nos proporciona escolher o que queremos assistir, na hora que quisermos e por quanto tempo quisermos. Antigamente não existia “maratonar” uma série, por exemplo. Os episódios eram diários ou semanais (alguns mensais), você tinha que marcar na agenda pra não esquecer e torcer pra não ter um compromisso naquele dia e horário. Ah, sem contar que você era obrigado a assistir os comerciais para não perder um segundo da sua série preferida.

Então, na realidade, o que mudou não foi a intensidade da atenção do consumidor, mas sim a possibilidade de escolha dele. Agora, ele assiste o que quiser e se não está gostando, simplesmente clica em “próximo” ou rola o feed em busca de algo que o interessa.

Por isso…

1. Não caia mais no mito do “consumidor desatento”

Uma análise recente comprovou que 81% das exibições de vídeos captam a atenção do consumidor.

Fonte: thinkwithgoogle.com

Isso só nos mostra que, na realidade, nós apenas deixamos de tolerar o que não nos interessa e damos atenção total aquilo que nós consideramos importante.

2. Não desista de impactar seus clientes com conteúdo digital

Muitas pessoas (e profissionais de marketing) se perderam nessa transição do offline para o online e não estão compreendendo mais o comportamento do consumidor nas multiplataformas. Mas fique tranquilo! Não desista de impactar seus clientes. Você só precisa fazer da maneira correta.

Um erro básico de todo “marketero” é não compreender que o Brasil é feito de infinitos “brasis”. O que impacta um consumidor numa região, pode ser irrelevante para outro em outra região. Práticas básicas de regionalização ajudam a você captar a atenção do consumidor, onde quer que ele esteja e qualquer que seja a sua cultura.

Lembre-se que a atenção do consumidor se tornou algo a ser conquistado, não comprado. É preciso entender e compreender o seu produto/serviço e como ele resolverá o problema do seu público alvo. Somente assim suas investidas de marketing darão o retorno esperado.

3. Faça anúncios que chama a atenção do consumidor

Esse poder de escolha na mão do consumidor, muitas vezes, traz insegurança dos profissionais de marketing em relação aos seus anúncios. Creem, por vezes, que se o consumidor pode escolher o que assistir, vai preferir não ver os anúncios.

Isso é, em partes, verdade. Na realidade, os consumidores ignoram anúncios que não lhe interessam. Isso porque todos nós estamos precisando de alguma coisa. SEMPRE. Achamos que não precisamos, até ver como determinado produto/serviço pode resolver um gap na nossa vida, então percebemos: como eu vivi todo esse tempo sem isso?

E essa é uma responsabilidade do profissional de marketing: despertar no cliente vontades e necessidades que nem ele mesmo fazia ideia que tinha. Isso de maneira criativa e chamativa. Conquiste seu cliente, não force ele a nada.

Todos nós já fomos impactados positivamente por um anúncio criativo, não podemos negar. Então, não caia nesse mito do consumidor desatento e não desista de impactar seus clientes, apenas crie anúncios que conquistem a atenção do consumidor.

Walter Ziebarth

. Walter Ziebarth