Merchandising na Tv: a solução que você não estava enxergando

Vamos falar de coisa boa, vamos falar sobre merchandising na Tv!

Pegou a referência? Talvez você já tenha repetido esse bordão de forma irônica, mas convenhamos, não tem como falar de coisa boa sem lembrar do merchan da Tekpix, que circulava nos principais programas de Tv alguns anos atrás.

Isso prova a eficiência da mídia televisiva em awareness, mas a pergunta é: merchandising na Tv ainda funciona?

merchandising-tv

Talvez você tenha a impressão que não, ou que a Tv está fadada a sucumbir ao poder da internet. Neste artigo, quero apresentar alguns bons motivos para apostar na estratégia de merchandising na Tv, que pode mudar a percepção do consumidor em relação a sua marca. Confira!

A internet matou o merchandising na Tv?

A internet realmente mudou a forma como consumimos, compramos e somos impactados pelas marcas do mercado. Lojas como a Amazon, por exemplo, disponibilizam a compra em apenas um clique. Com a internet, comprar ficou muito mais prático.

Naturalmente, a publicidade tem dado ênfase a importância para as marcas marcarem presença na internet, e bons resultados são colhidos quando o marketing “acerta a mão”, atingindo o público certo, no local certo.

Essa mudança de percepção acabou por deixar o merchandising na Tv em segundo plano, considerando a mídia televisiva como ultrapassada e com os dias contatos.

Contra todas essas impressões, a Pesquisa Brasileira de Mídia de 2016 aponta que 90% dos Brasileiros ainda consomem mídia televisiva, 77% assistem Tv todos os dias e 63% têm a Tv como principal meio de informação. A internet está em segundo lugar

No mercado de investimentos, um termo define bem a hipervalorização da internet em relação ao merchandising na Tv: o efeito de manada.

Um número massivo de pessoas seguindo um comportamento com base na valorização de uma nova forma de investimento. 

Aconteceu recentemente com as Bitcoins. Pouco se falava nelas algum tempo atrás, mas de repente, começou a valorizar. Resultado: todos resolveram investir em criptomoedas.

Qual o problema disso?

Qualquer bom investidor sabe que esse comportamento é furada. Bom investidor aposta quando a ação está em baixa. Por que? Simples, porque o investimento torna-se mais barato.

Merchandising na Tv sempre assustou empreendedores menores pelo custo alto de investimento. A boa notícia é que ele tende a cair com o destaque que a internet obteve nos últimos anos. 

Embora os preços tabelados não estejam dentro de sua pretensão de investimento, sempre vale a pena pedir um orçamento detalhado. Diferente das mídias online, as emissoras tendem a ser maleáveis e aplicar descontos significativos.

Para responder a pergunta deste tópico, deixo outra pergunta: se a internet de fato tivesse enterrado de vez a mídia televisiva, por que grandes marcas como a Coca-Cola continuam investindo alto na Tv?

Preço vs Eficiência

“Anunciar na internet é mais barato!”

Pode até ser,  mas você deve concordar comigo que preço e eficiência são coisas bastante diferentes. Se você vende, certamente já enfrentou esse tipo de objeção.

Sempre vai tar alguém oferecendo algo mais barato. Mas preço menor não é sinônimo de eficiência, ao contrário, normalmente quer dizer exatamente o oposto.

Eficiência é comunicar o público certo, da forma certa. Para isso é fundamental conhecer seu público alvo, suas características e necessidades, além de entender como ele se comunica e consome informação.

Comunicação com a “cara” do seu público alvo

merchandising-tvEssa é uma das principais vantagens do merchandising para Tv local. 

Ter alguém com características locais, que conheça e fale sobre as realidades da própria região.

O apresentador local, tem a “cara” e a linguagem do lugar, o que é fundamental para gerar empatia no consumidor.

Você não precisa do Cristiano Ronaldo em sua campanha. Primeiro, porque o investimento é exorbitante, segundo, dependendo do que você quer vender, o CR7 pode não ser “humano” o suficiente.

Se o que você quer é se comunicar com um público específico, precisa falar a língua dele. Lembro de uma campanha onde momentos da carreira do Ronaldo fenômeno eram exibidas ao som de “Tente outra vez” de Raul Seixas. O slogan era “Eu sou brasileiro e não desisto nunca!”

O Brasil acompanhou o drama do Ronaldo quando ele lesionou o joelho, e acompanhou o seu retorno aos gramados contra toda expectativa médica da época.

Ronaldo era a “cara” do Brasil naquele momento. É disso que eu estou falando. Alguém real.

Quando falamos de ações regionalizadas, não estamos falando apenas de segmentação geográfica, mas demográfica também, daí a eficiência em comunicar através de uma mídia tão local como a Tv.

Diferente dos chavões e aquela performance meio “alienígena” que parecia ter caído de paraquedas durante um programa de Tv, o merchandising tem se tornado cada vez mais contextualizado e introduzido de forma natural, seguindo a lógica de Product Placement, tornado a publicidade menos invasiva e mais criativa, tornando a experiência do consumidor com a sua marca mais agradável e oportuna.

Conclusão

O mercado está mais acirrado que nunca, e é preciso oferecer mais do que um produto ou serviço para o consumidor, é preciso se conectar a ele, gerar confiança e empatia. O que pode ser uma árdua tarefa em um país com um território tão extenso como o Brasil.

Por isso, a regionalização continua sendo uma estratégia extremamente eficiente quando o assunto é promover marcas, e o merchandising na Tv pode ser a solução para a qual você não estava olhando adequadamente.

Para alcançar resultados diferentes é preciso repensar a estratégia e olhar pra onde ninguém mais está olhando. Isso é empreender.

A SMBR quer te mostrar como o merchandising regionalizado na Tv pode trazer relevância e resultados para sua marca.

Fale conosco e descubra como, agora mesmo!

Walter Ziebarth

. Walter Ziebarth