geomarketing

Da segmentação geográfica aos beacons, a tecnologia baseada em localização está abrindo um mundo de possibilidades para os profissionais de marketing e novos recursos parecem surgir todos os dias.

 

Com o objetivo de desmembrar alguns dos mais importantes conceitos de “geo” para fornecer uma melhor compreensão dos fundamentos – e um ponto de partida para explorar até onde o poder da localização pode nos levar – vamos apresentar o conceito da estratégia de geomarketing.

O que é a estratégia de geomarketing?

 

Como um braço importante da regionalização, o geomarketing descreve qualquer forma de marketing que incorpore inteligência de localização para melhorar as chances de uma determinada mensagem chegar ao consumidor certo no momento certo.

A segmentação geográfica é uma forma comum de geomarketing, que é simplesmente definida como entrega de conteúdo aos usuários (geralmente por meio de dispositivos móveis) com base em onde eles estão ou em quais locais já visitaram anteriormente.

Geofencing é um outro exemplo de uma tática da estratégia de geomarketing em tempo real projetada para segmentar usos dentro de uma área geográfica estabelecida.

O princípio orientador por trás desses esforços de geomarketing pode ser definido em uma frase: “onde você está é quem você é”. Essencialmente, a ideia é que os lugares que um cliente visitou contam muito sobre eles, e pode ser um ótimo preditor de intenções.

Para dar um exemplo básico, um consumidor que visitou várias concessionárias de carros nos últimos dias provavelmente está comprando um carro. Os revendedores que podem entregar um anúncio relevante ou oferecer um carro novo a essa pessoa interessada têm maior probabilidade de realizar uma venda.

Nesse sentido, as campanhas publicitárias que usam os dados de localização já podem entregar ao usuário informações relevantes para aumentar as vendas na loja. Essa estratégia é fundamental para empresas físicas, por exemplo. Anúncios podem até ser super atraentes e criativos, mas no final das contas, o que um varejista realmente quer ver é a loja cheia. E a regionalização – através da estratégia de geomarketing – já provou ser uma maneira eficaz de chegar lá.

 

Três componentes da estratégia de geomarketing

Vejamos as três principais ferramentas que os consumidores estão usando para encontrar uma empresa, produtos ou serviços próximos a sua localização geográfica.

Pesquisa nos motores de busca é a ferramenta mais óbvia, no entanto, estamos falando das pesquisas nas quais um mapa é exibido com destinos de empresas que correspondem aos critérios de pesquisa.

Ao contrário das páginas amarelas tradicionais, essas listagens geográficas (também conhecidas como listagens de empresas locais) podem ser reivindicadas e atualizadas com suas informações de marketing para atender a esses critérios de pesquisa.

Embora isso pareça relativamente fácil, as listagens geográficas tem muitas peculiaridades e precisam ser configuradas da maneira correta para alcançar o resultado esperado.

Entender como usar estrategicamente esses componentes pode ser feito por uma empresa de marketing digital profissional especializada nessa área. Você pode saber mais sobre isso em um de nossos artigos anteriores sobre regionalização.

O Mobile Marketing é a próxima ferramenta de geomarketing mais importante na qual o SMS, os apps, a versão mobile do seu website e a publicidade para celular são seus principais componentes.

Os consumidores podem receber descontos, cupons eletrônicos e outros tipos de marketing com base em sua localização a qualquer momento. Programas podem detectar quando um dispositivo móvel de um assinante adentra os limites do geofencing – uma loja de doces, por exemplo – e envia uma oferta.

Social Media Marketing continua a evoluir e é, também, geográfico em sua capacidade de direcionamento. Os consumidores estão usando o Twitter, Facebook, LinkedIn, Instagram e outras ferramentas da comunidade social em seus dispositivos móveis.

Enquanto eles usam principalmente para encontrar negócios, produtos e serviços, nas comunidades sociais eles estão buscando recomendações de seus amigos (próximos e distantes). Eles também estão usando essas comunidades sociais para publicar suas experiências com um negócio, produto ou serviço.

Por esse motivo, você precisa monitorar as comunidades sociais para abraçar possíveis situações problemáticas e trabalhar com elas.

 

Geomarketing e a Regionalização

 

Muitas pessoas podem confundir estratégias de geomarketing com regionalização. Mas na realidade são coisas diferentes, porém não distintas. Geomarketing e a segmentação geográfica é uma estratégia dentro do conceito de regionalização. É possível regionalizar sem utilizar geomarketing, mas é impossível usufruir do geomarketing sem estar investindo em regionalização.

Regionalização compreende um conceito bem mais amplo do que a geografia. Regionalização é adaptação de mensagem, é saber como conversar com diversos públicos, é saber como fazer sua empresa relevante em cada região do Brasil. Regionalização é conectar emocionalmente o público a fim de gerar confiança, segurança e, por fim, aumentar o ROI.

Walter Ziebarth

. Walter Ziebarth